Escola Vida/ outubro 8, 2019/ Sem categoria

A meia noite do dia vinte e quatro de setembro de dois mil e dezenove a Turma do Ensino Fundamental da Escola Vida partiu em dois ônibus para uma aventura histórica de três dias na Rota Farroupilha.
Nosso primeiro destino foi a Charqueada São João, em Pelotas. Lá conhecemos um pouco mais da história dos escravos, de como era feito o charque e como era a vida naquela época. Foi na Charqueada São João que houve a gravação da série “A Casa das Sete Mulheres” e algumas cenas do filme “O Tempo e o Vento”. Aproveitando o calor e o sol, fomos até a Praia do Laranjal, onde há muitos anos ficava a sede de uma fazenda produtora de laranja, por isso ganhou esse nome. Na praia, observamos a areia e algumas plantas aquáticas e para aprofundar nossos estudos trouxemos uma pequena amostra. Após muitas brincadeiras e um delicioso lanche partimos rumo à Rio Grande, primeira cidade do estado do Rio Grande do Sul.
Em Rio Grande, após uma noite de descanso, fomos conhecer o Museu da Cidade. Lá descobrimos como era o dia a dia das pessoas da época e seus costumes, quais foram as primeiras indústrias e fábricas. Saindo do museu visitamos os monumentos da Praça Tamandaré entre eles, o monumento que guarda os restos mortais de Bento Gonçalves, líder da Revolução Farroupilha e primeiro Presidente da República Riograndense. À tarde, fomos conhecer o Museu Oceanográfico. No caminho observamos o Porto e o Estaleiro da cidade. No Museu, além de conhecermos um pouco mais sobre a vida marinha também conhecemos o “Ipirelo”, um leão marinho que foi resgatado doente e cansado há alguns anos atrás e hoje leva uma vida boa no Museu. Neste segundo dia, nós encerramos a tarde nos Molhes de Rio Grande, na praia do Cassino, com um super passeio de vagoneta. Observamos o canal que dá acesso ao porto construído para os navios não tivessem o impacto das ondas.
No outro dia, logo cedo, partimos para Piratini, primeira Capital Farroupilha, e com o auxílio da guia Eliane conhecemos a cidade e recebemos várias explicações sobre as casas antigas e seus moradores, como a casa de Garibaldi, Bento Gonçalves e do General Neto. No Museu Farroupilha conhecemos a “Belinha“ uma cadela que veio para a cidade junto com a Chama Crioula há sete anos e desde então mora na cidade e é conhecida por todos, inclusive acompanha os turistas que passam por lá para conhecer a história do nosso estado.
E assim retornamos para nossa cidade com muito conhecimento e ótimas lembranças registradas na memória e nas fotos, que levaremos para toda a Vida!

Texto Coletivo Turma do 4º Ano