A Escola, espaço vivo, tem por finalidade construir uma Educação voltada à cidadania, cujas metas básicas são a democracia, a cooperação e a autonomia, onde o aluno é um pequeno cidadão – ser que se constrói a partir das relações consigo, com os outros e com o mundo – e o trabalho escolar é entendido como o que deve garantir o acesso, a construção e a recriação permanente dos conhecimentos produzidos pela humanidade, oportunizando a educação do sujeito consciente, crítico, solidário, criativo e autônomo, capaz de agir no seu meio e transformá-lo, respeitando o ambiente físico com todos os seus seres e suas leis naturais.

OBJETIVOS

OBJETIVOS GERAIS

A Escola tem por objetivos gerais:

  • Conhecer a criança real, sujeito que pertence a uma comunidade que tem sua história;
  • Estabelecer objetivos comuns a toda Escola no que se refere a metodologia e a proposta educacional adotada;
  • Propiciar interações entre as crianças da mesma idade , maiores e menores, adultos, ambientes e materiais nas mais diversas situações , no intuito de promover autonomia e o respeito à diversidade;
  • Proporcionar situações onde a criança perceba sua identidade e valorize suas possibilidades de ação, de crescimento à medida que interage com o grupo e é aceita por ele;
  • Desenvolver as diferentes formas de expressão corporal, oral e escrita, garantindo sua participação e iniciativa;
  • Oportunizar a exploração corporal e o espaço físico;
  • Oferecer um ambiente que permita a manifestação, a valorização e a ampliação dos interesses e conhecimentos infantis;
  • Favorecer a exploração, a descoberta e a construção de conceitos, o desenvolvimento e o conhecimento do mundo físico e social;
  • Permitir e estimular a manifestação da curiosidade infantil, a observação e a pesquisa, conciliando os interesses individuais com os grupais;
  • Favorecer o acesso das crianças aos conhecimentos científicos da atualidade;
  • Articular as diferentes áreas do conhecimento possibilitando uma relação significativa entre conhecimento e realidade;
  • Desenvolver a capacidade de análise e o senso crítico, oportunizando a expressão de opinião e elaboração de conclusão;
  • Proporcionar situações onde a criança possa compartilhar e/ou questionar decisões, participar da elaboração de regras, assumir responsabilidades e propor novas ideias;
  • Desenvolver a percepção de si e do outro, compartilhando ideias, espaços e materiais;
  • Manter ambiente de tranqüilidade e bem estar que proporciona segurança emocional, material e intelectual à criança, estimulando o sentimento de competência e autonomia;
  • Explorar as estruturas físicas e do pensamento lógico desenvolvendo e estimulando as potencialidades, respeitando as diferentes etapas do desenvolvimento;
  • Desenvolver o trabalho pedagógico explorando o ambiente escolar e o meio-físico-cultural onde a criança vive, proporcionando conhecimento e interação com a sua comunidade;
  • Oportunizar a valorização da multiculturalidade superando os preconceitos de classe social, crença, gênero, raça, etnia e características individuais;
  • Promover o desenvolvimento da capacidade criadora, oportunizando a experimentação e a vivência de todas as formas de arte;
  • Oferecer práticas esportivas visando o desenvolvimento da corporeidade e da vida em equipe;
  • Propiciar acesso, exploração e uso das tecnologias necessárias ao mundo atual;
  • Oportunizar o acesso a uma língua estrangeira, atendendo as necessidades sociais.

 

OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

A Educação Infantil propõe ações e reflexões para a criança, em interação com os adultos, com outras crianças e com o ambiente (com seus fenômenos físicos e sociais), de forma a ser respeitada como uma cidadã que tem o direito de viver o seu tempo e descobrir o mundo em que vive de forma a compreendê-lo para nele poder atuar de forma autônoma e consciente.

 

OBJETIVOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Constitui objetivos do Ensino Fundamental a descoberta e o desenvolvimento das potencialidades do educando como elemento de inserção social e, a construção de saberes e competências (linguísticas, matemáticas, científicas, histórico-geográficas, corporais, artísticas e sociais) que possibilitam o desenvolvimento intelectual/social/corporal e sensível do homem e da mulher para a sociedade atual .

 

METODOLOGIA

A metodologia utilizada na Escola parte dos seguintes princípios:

  • A Escola não modifica a sociedade, mas pode contribuir para a mudança se desempenhar o seu papel de ensinar criticamente, fornecendo os instrumentos básicos para o exercício da cidadania;
  • A aprendizagem ocorre como resultado do encontro do sujeito, com os outros sujeitos e com o mundo exterior;
  • Cada sujeito carrega consigo sua herança biológica e cultural;
  • O desenvolvimento intelectual, social e psicomotor é resultado da ação e da reflexão do sujeito;
  • Os sujeitos são diferentes e têm especificidades: vivem momentos particulares no desenvolvimento psicológico e têm hábitos, costumes e valores presentes em suas famílias;
  • A aprendizagem é contínua e em todos os momentos;
  • A aprendizagem é perpassada pelo outro, pelo grupo e pelo social;
  • Aprende-se a partir de um mergulho amplo nos elementos que interessam a um problema;
  • O erro é visto como hipóteses lógica do ser que aprende e necessita olhar pedagógico;
  • Avalia-se para planejar a continuidade do trabalho escolar;
  • O professor é o mediador, capaz de ler as necessidades e interesses do aluno, provocando-o com novas estratégias de ensino;
  • O funcionamento da inteligência é tanto mais estimulado e desenvolvido quanto são as situações – problemas apresentadas pela vida.

Estratégias a serem perseguidas:

  • Tomar a realidade das crianças como ponto de partida para o trabalho, reconhecendo sua diversidade;

  • Oferecer um ambiente e uma atmosfera favoráveis à aprendizagem;

  • Fornecer materiais , propor atividades e avaliar o que se passa na visão da criança a todo o momento;

  • Observar as ações infantis e as interações entre as crianças, valorizando essas atividades;

  • Confiar nas possibilidades que todas as crianças têm de se desenvolver e aprender, promovendo a construção de sua auto-imagem positiva;

  • Propor atividades com sentido: reais, desafiadoras, significativas, prazerosas, incentivando sempre a descoberta, criatividade e criticidade;

  • Enfatizar a participação e ajuda mútua , possibilitando a construção da autonomia e da cooperação.

As Metas Educacionais (baseadas na concepção interacionista/sócio-construtivista , atendendo ao desenvolvimento das áreas cognitiva, lingüística, sócio-emocional, psicomotora e explorando todas as áreas do conhecimento, visando a busca da cidadania consciente) :

  • cooperação;

  • autonomia;

  • solução de problemas;

  • criatividade;

  • responsabilidade;

  • autoconceito;

  • sensibilidade;

  • curiosidade;

  • conhecimento;

  • espiritualidade;

  • solidariedade;

  • segurança;

  • respeito à diferença;

  • aprender a aprender.

AVALIAÇÃO

A avaliação tem por finalidade acompanhar o desenvolvimento cognitivo, linguístico, sócio-emocional e psicomotor do aluno, bem como de todo o trabalho desenvolvido pela Instituição.

A avaliação é um processo contínuo, sistemático e cooperativo relacionado aos objetivos educacionais, com função diagnóstica, prognóstica e investigativa, que proporciona o redimensionamento da ação educativa.

A avaliação envolve todos os elementos da Escola, abrange os aspectos qualitativos do desenvolvimento do aluno nas áreas cognitiva, sócio-afetiva e psicomotora.

AVALIAÇÃO DO ALUNO

A avaliação do desenvolvimento do aluno é processo permanente, sistemático, diagnóstico e prognóstico com o objetivo de acompanhamento da aprendizagem e redimensionamento do planejamento do docente, tendo em vista os objetivos traçados para cada ano e em cada nível de ensino.

A avaliação da aprendizagem na Educação Infantil não é classificatória e não tem o objetivo de promoção do aluno, se dispõe a acompanhar seu desenvolvimento e redimensionar o ensino.

A avaliação processa-se através da observação direta sistemática do trabalho do aluno e seu desempenho diante das experiências, instrumentos de verificação e registros realizados, utilizando as várias linguagens, acompanhando o desenvolvimento da criança nos aspectos cognitivo, sócio-afetivo e psicomotor.

A avaliação do aproveitamento é realizada durante todos os momentos pedagógicos e utiliza os seguintes dados:

  • a auto-avaliação do aluno;

  • o Conselho de Classe;

  • a análise do anedotário (registro de observações);

  • a análise dos instrumentos aplicados;

  • a assiduidade do aluno (responsabilidade da família , cabendo ao professor registrá-la diariamente);

Os critérios para a avaliação são estabelecidos pela equipe escolar, de acordo com os conhecimentos, competências e habilidades traçados nos planos de estudos.